All for Joomla All for Webmasters

Metrô News

O setor de Vigilância em Saúde da Prefeitura de São Joaquim da Barra iniciou nesta Segunda-Feira, 15, a aplicação de inseticidas junto aos PV´s (Poços de visita) de toda a cidade, visando o controle de pragas urbanas. O trabalho começou no Santa Terezinha e está sendo feito da parte mais alta da cidade para mais baixa. O setor pede para os moradores manterem ralos e suspiros de pias vedados durante a aplicação e até cinco dias depois da realização do serviço para evitar fuga dos insetos nos imóveis. Este trabalho é uma ação de profilaxia sanitária, que visa proteger a população dos males causados pela proliferação dos insetos. O controle de pragas, como o próprio nome diz, significa uma diminuição drástica das infestações, minimizando os riscos de doenças e inconvenientes causados por insetos e outras pestes. As baratas, por exemplo, são responsáveis por uma série de doenças e transtornos, tais como alergias, salmonella, diarréia, disenteria, proliferação de bactérias, vírus, esporos de fungos. O controle de Escorpiões é muito importante, pois evita acidentes como picadas que podem ocasionar dor local intensa, sudorese, vômitos e até mesmo a morte. Os ratos são transmissores de leishmaniose, peste Bubônica, leptospirose, febre hemorrágica, sarna, triquinose, salmonelose, raiva, tifo murino, micoses, dentre várias outras. A aplicação será realizada de acordo com o cronograma da empresa responsável pelo serviço, começando da parte Alta para as regiões mais baixas do município. O prazo estimado para a conclusão do trabalho é de 15 dias.

De acordo com pesquisa do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, um em cada quatro motoristas assume dirigir após ingerir bebida alcoólica. Mas, a luta contra a mistura de álcool e direção pode ganhar mais um aliado. Está pronto para ser votado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o PLS 169/2011, já aprovado pelas comissões de Assuntos Sociais (CAS) e Econômicos (CAE). O projeto faz uma pequena alteração de redação com o objetivo de fortalecer a eficácia da Lei nº 11.705/ 2008, que já proíbe a venda de bebidas alcóolicas “na faixa de domínio de rodovia federal ou em terrenos contíguos à faixa de domínio com acesso direto à rodovia”.  Proibição não se aplica aos trechos das rodovias que cruzam áreas urbanas. Para o relator, senador Valdir Raupp (PMDB-RO), além de acabar com a ingestão de álcool pelos motoristas, uma série de outras medidas precisam ser adotadas para tornar o trânsito mais seguro no Brasil.

ara reforçar a segurança da população nas vias públicas, o Denatran regulamentou sanções aos ciclistas e pedestres que cometerem infrações de trânsito. As multas podem chegar a R$ R$ 130,16.

A regra passa a valer a partir do mês de abril de acordo com o órgão. Vale lembrar que as multas para pedestres e ciclistas estão previstas desde 1997 no Código de Trânsito Brasileiro. Faltava apenas a regulamentação, que ocorreu no final de 2017, por parte do Denatran.

A multa para o pedestre que ficar no meio da rua ou atravessar fora da faixa, da passarela ou passagem subterrânea será de R$ 44,19 – o equivalente a metade do valor da infração leve atual.

A mesma autuação vale para quem utilizar as vias sem autorização para festas, práticas esportivas, desfiles ou atividades que prejudiquem o trânsito.

USO DE BICICLETAS

Já os ciclistas que andarem onde a circulação não é permitida, ou guiarem de “forma agressiva”, receberão multa de R$ 130,16, que é o valor da infração média. Além da multa, a bicicleta poderá ser apreendida, como um carro.

De acordo com o CTB, ciclistas não podem andar em vias de trânsito rápido, que não têm cruzamentos, nem pedalar sem as mãos e transportar peso incompatível.

Quando não houver ciclovia, ciclofaixa, ou acostamento, o ciclista deve andar na lateral da pista, no mesmo sentido de circulação dos carros – ir na contramão pode dar multa.

Nas calçadas, somente desmontado ou então quando houver sinalização permitindo o tráfego de bicicletas.

 

s Obras da Ponte do Pedro Chediack de São Joaquim da Barra já foram retomadas. A Empresa DGB Engenharia de Ribeirão Preto venceu o certame e é responsável pelo serviço. A Prefeitura de São Joaquim da Barra já fez a interligação de água do córrego. Na tarde desta terça-feira, 12, a Empresa deu início na colocação das aduelas da ponte, que formarão o canal da passagem do córrego. Após esse trabalho, será feito o serviço de aterro e em seguida a reurbzanização do espaço para assim entregar a Ponte.

 

O Projeto Guri de São Joaquim da Barra abriu matrículas para cursos musicais. Serão oferecidas 45 vagas para aulas de cavaco, coral infantil, coral juvenil. As matrículas podem ser feitas no polo de São Joaquim da Barra até o dia 15 deste mês de dezembro. Para se inscrever são necessários os seguintes documentos:
- RG do aluno
- RG do responsável
- Comprovante de residência
- Declaração escolar do aluno

O Projeto Guri atende atualmente cerca de 120 crianças de 06 a 18 anos. Mais informações no (16)3818-2067.